Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sopa De letras

Vinha à procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Vinha à procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Feliz 2021.

Imagem de Free-Photos por Pixabay_raindrops-828954

Imagem retirada daqui com link de referência na foto.

Acordei ao som da Chuva. Chuva? Parei para escutar. Sim o som da chuva forte, ritmada e incomparável.

Imaginei a chuva a emanar do céu, imaginei as gotas de água a bater contra a janela de persianas corridas e a escorrer até ao parapeito imaginei a chuva a bater contra às vidraças de outras janelas e a escorrer como que numa espécie de lágrimas de um misto tristeza e alegria, que se sente quando finalizamos uma coisa e começamos outra.  

Pensei na Terra molhada e  em tudo o que na rua se encontrava lavado pela chuva,

Consegui sentir aquele cheiro a terra molhada, renovada e ver as plantas de um verde viçoso revigorado.

Ainda pensei em largar o conforto e o calor dos cobertores e comungar com a chuva este recomeço. Confesso que me senti tentada, mas a sensação aconchegante de ouvir a chuva no aconchego do calor dos cobertores venceu.

Desejei que todos pudessem fazê-lo como eu.

 

Era como se o primeiro dia de 2021 quisesse entrar de rosto lavado e perfumado a anunciar-nos a esperança e a mudança.

Que 2021 vos traga uma chuva forte e ritmada de tudo o que desejarem, que gotas de alegria, amor, saúde, esperança, realizações pessoais caiam sobre vocês  e que as gotas que escorrerem pelas vidros de alma sejam sempre de Felicidade.

Feliz Ano Novo.

NÃO CHOVE!!!!!

Uma tentativa de poesia

                      Foto retirada da internet com link de referência.

Não Chove! É apenas o céu a chorar,

O Céu chora pela Humanidade

Egoísta e assassina

Destruindo a natureza

E gozando de impunidade.

 

Não chove, é apenas o céu a chorar

Porque o bicho Homem não sabe parar

Para de destruir, parar de guerrear, parar de matar….

 

Não chove! Não vai chover nunca mais

Até o céu tem limite de dor

Quando a humanidade destrói sem amor.

Quem é a cozinheira?

Calendário

Janeiro 2022

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Espreitar no caldeirão.

 

A sair do Caldeirão

Sopas Servidas

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2005
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2004
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D

Sopas Favoritas

subscrever feeds

Blogs de Portugal

Gostos

Em destaque no SAPO Blogs
pub