Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sopa De letras

Vinha á procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Vinha á procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

E NUM RASGO DE INSPIRAÇÃO PRENDI-LHES A ATENÇÃO...

Há dias em que chove tanto, que não queremos estar em lado nenhum senão em casa. E se depois desses vem um raio de sol, o que queremos é tudo menos estar encaixotados numa sala de aula e muito menos com uma turma de alunos que não querem aprender.  E nesses dias, procuramos uma forma de o tempo passar depressa. O D. Olhava pela Janela e a professora em vez de dizer: Não olhes para a janela. Dizia-lhe:

- Escusas de estar a olhar para aí que não vais ver os Celtas chegar a Península Ibérica.

O D. para de olhar para a Janela, os outros sorriem. 

O MC enquanto a professora fala dos deuses Celtas e da adoração ao sol, faz gestos no ar com as mãos, a professora não lhe pergunta o que faz e não o mada estar quieto, em vez disso pergunta-lhe:

-Estás a tentar apanhar um raio de Sol? Olha que não é fácil.  O MC para de gesticular, os outros sorriem.

Entretanto o M, o I, o F e a MY pegam-se entre si, a professora chama a atenção para pararem e refilaram: foram para a Biblioteca,”. Quem perdeu foram eles.” disseram mais tarde os outros.

Calam-se todos por um bom bocado, mas depois tentam reavivar um burburinho.

 A professora está cansada. Não lhe apetece mandar calar ninguém. Está sem paciência, mas não quer desistir. 

  O D. tenta batucar na mesa discretamente, a professora não manda parar. Pega na matéria que está a dar e improvisa um pequeno Rap com a mesma. Os alunos olham para a professora estupefactos, mas calam-se. Apenas o batuque das mãos do D., a voz da Professora e os sons ritmados que o J faz com a boca. A professora desafia os alunos a juntarem-se-lhe. Uns vão outros desistem.  A professora alinha com os que ficaram e desafia a Turma para a próxima aula. Não há toques, mas está na hora. “O quê? Perguntam eles. Mas eu agora queria mais aula.” Dizem eles no fim dos noventa minutos. De vez em quando sabe bem, surpreender e inovar não há receitas. Só Inspiração e o resultado é este:

aulafh.jpg

A professora sai da sala de alma cheia. É só a sua pior Turma, mas conseguiu ! É isto que a move, conseguir dar-lhes a volta. Na aula seguinte, nenhum queria ir para a Biblioteca, não fizeram barulho nenhum e trabalharam com afinco e atenção. Agora é só esperar não lhe faltar inspiração.

O Tablet do Estado Novo

Enquanto a professora leciona a matéria, faz análise das imagens constantes do manua, sobre o Estado Novo. De repente uma aluna pede a palavra e a professora acede.

    A aluna olhando confusa para uma imagem pergunta:

-Eles já tinham tablets no Estado novo? – o ar dela é de espanto.

    A professora sorri (enquanto alguns dos colegas tentam adivinhar o que é “aquilo”) e responde:

- Sim querida. Já tinham. Era um tablet ultra eficaz. Escrevias nele para fazer exercícios a seguir apagavas e voltavas a escrever até aprender.  

 Fez-se silêncio, os alunos escutaram atentamente, o resto do esclarecimento sobre o tablet do Estado Novo!

 

     Quem sabe de que objeto na imagem se falava?

 

 

Quem é a cozinheira?

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Espreitar no caldeirão.

 

subscrever feeds

Blogs de Portugal

A provar a sopa

Comeram Sopa de Letras

contador de visitantes

Gostos