Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sopa De letras

Vinha á procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Vinha á procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Há coisas que só a mim…

Saímos já tarde da reunião. Eu e a amiga que me deu boleia concordámos em fazer uma pequena paragem pelo caminho e tomar qualquer coisa para relaxar. Apesar da tosse insistente e persistente e do mal-estar que só me fazia e ainda faz querer estar na cama, alinhei. O pai estava com os miúdos o que me dava margem de manobra. Apesar de nos conhecermos há uns anos, só agora estreitamos laços de amizade e o tomar algo é sempre um bom pretexto para dois dedos de conversa interessante. Entrámos sentámo-nos na esplanada que apesar do frio que se fazia sentir estava abrigada e após pensarmos no que íamos tomar, optámos por um famoso licor nacional. Ora, como não gosto muito de coisas muito doces, pedi limão ao empregado, na casa dos 20, ar descontraído e sotaque brasileiro, com atitude de "tudo na boa"... Quando ele chega com os licores procuro em vão, a rodela ou casca de limão, que era suposto o copo ter. Olho para o copo em busca dos vestígios de limão e surge-me uma ideia bizarra. Chamo o empregado e pergunto pelo limão. Ele pergunta se o que pôs não chega. Confirmo a minha suspeita ele teve a ideia bizarra de espremer o sumo de limão para o licor. Sustenho um ataque de riso. "Chega- Obrigada”, Mas se quiser mais eu ponho- insiste ele e eu “- Não não obrigada está bom assim.” bebo a mistura bizarra devagar. A conversa flui bem-disposta, Não nos podemos demorar. chamamos o empregado para pagar. “- Faz favor queríamos pagar”. "Calma aí... que já vai..." responde ele na sua atitude de ”descontra" e "tudo na boa.". A minha amiga olha para mim espantada e parafraseia baixinho em tom de espanto "Calma aí...???!!!" . Não sei o que se passa comigo, a tosse, o cansaço e o sumo de limão a mais e o licor dão os seus efeitos, tenho um novo ataque de riso e quando o empregado chega com a conta, pagamos e confiro minuciosamente o troco. Não deixo gorjeta. Provavelmente chamou-nos forretas, mas a minha gorjeta foi não lhe ter perguntado de onde me conhecia para me responder "Calma aí?". Enfim, venceu a boa disposição.

Quem é a cozinheira?

Calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Espreitar no caldeirão.

 

Blogs de Portugal

A provar a sopa

Comeram Sopa de Letras

contador de visitantes