Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sopa De letras

Vinha á procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Vinha á procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Dia da criança? só para alguns…

 

crianca_0.jpg

 

Dia da criança? só para alguns…

De acordo com dados ONU a cada 5 segundos morre uma criança com fome no mundo.  Uma em cada seis crianças vive em zonas de guerra. Outras vivem em barcos de Refugiados entre a vida e a morte. Outras são crianças de rua.

 No congo e na Nigéria quando não podem criar as crianças acusam-nas de bruxaria e abandonam-nos.

Dia da criança? Quando o será para todos?

meninohopeescola_home.jpg

Quantos terão a sorte que este menino abandonado por bruxaria e recolhido por esta dinamarquesa teve?

Investe-se milhões em armamento e noutros projetos para ultrapassar as fronteiras da Terra.

Quando se investirá a pensar em melhorar as condições e vida de algumas crianças?

Sei que é uma utopia, mas era tão bom que vivêssemos num mundo onde o dia da criança, fosse para todas as crianças.

 

Fotografias retiradas da internet

Texto de minha autoria

Palácio de Estrelas.

estrealas.jpg

Foto das fotos do sapo

 

 

Era criança e sonhava com as estrelas que todas as noites via no céu, com a lua longínqua num céu distante, que no seu brilho nocturno lhe traziam a promessa de um novo mundo, em que a fantasia reinava , tal como nas lojas de brinquedos. E no seu sonho, no seu mundo não havia casas. Só palácios de tectos estrelados, onde num quarto aconchegante, numa cama confortável, um rosto feminino de feições delicadas e olhos profundamente tristes, se acercava dele beijando-o carinhosamente na testa, e ao sentir o beijo tudo se desfazia. Restava apenas uma névoa . A névoa que escondia essas recordações submersas no seu inconsciente de criança, onde as suas recordações, de um rosto de mãe aconchegando-o no seu leito, se confundiam com os sonhos de palácios e fantasia que as estrelas e a lua lhe recordavam. Existia apenas e só o sonho. E continuava, até ao alvorecer do dia a sonhar, no seu sono doce e ingénuo de criança . Na sua verdadeira casa, debaixo de um tecto - céu estrelado, aconchegado em lençóis de jornal numa cama banco de jardim , onde apenas o vento suave lhe beijava a testa.

 

 

(Republicação dedicada às crianças que  não conseguem celebrar o dia da criança)

Quem é a cozinheira?

Calendário

Junho 2018

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Espreitar no caldeirão.

 

subscrever feeds

Blogs de Portugal

A provar a sopa

Comeram Sopa de Letras

contador de visitantes

Gostos