Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sopa De letras

Vinha à procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Vinha à procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

O Caminho



Estava já baratinado de todo. A vida corria-lhe pelo pior e parecia que aquele dia, era um daqueles em que nos arrependemos de sair da cama. Não bastava o gás ter acabado a meio do duche, para ajudar à festa o carro empanara de novo. Já estava atrasado. Só havia uma solução chamar um taxi.

Aturar um daqueles motoristas, constantemente irritados com o trânsito da cidade e que não se calavam o caminho todo, com conversas banais sobre o clima e futebol, constantemente interrompidas pelos insultos aos outros motoristas, não era propriamente o que lhe estava apetecer depois de um duche frio, mas tinha que ser. Sem hesitar pegou no telefone e chamou um taxi. O taxi 113 chegou sem demora. Olhou para o número do taxi, contrafeito. Não que fosse supersticioso, mas de forma como as coisas andavam, ele já nem dizia nada. Não tinha alternativa, cruzou os dedos e entrou no taxi.

Indicou a morada pretendida e o taxista, (curiosamente de poucas palavras) seguiu na direcção do caminho indicado.

Olhava constantemente o relógio. Naquele mês era a terceira vez que chegava atrasado. Não era possível! O trânsito estava parado. Um acidente num cruzamento gerara vários engarrafamentos.

A sua ansiedade era notória, o motorista apercebendo-se disso sugeriu que tentasse um caminho alternativo, mas que seria mais longo. Contudo seria preferível ao tempo indeterminado de espera. Aceitou a sugestão.

Já iam a meio do caminho, quando se apercebeu que aquela paisagem era completamente estranha. Poucos caminhos lhe eram desconhecidos graças à sua actividade de vendedor e principalmente os da cidade onde nascera. Mas aquele caminho era-lhe de todo estranho. Ao contrário do que pensava inicialmente, o silêncio do motorista incomodava-o. Deixava-o com uma sensação de desconforto. Indagou o motorista sobre o caminho que percorriam. Ao que este lhe respondeu que apenas o guiava, por onde ele tinha escolhido, aquela estrada era o caminho que lhe estava destinado. Havia sempre dois caminhos, nem sempre o que parecia mais fácil era mais seguro. Sentindo-se cada vez mais desconfortável argumentou que tinha sido o motorista a sugerir-lhe aquele caminho, mas este último inalterável replicou:

- Dei-lhe apenas uma sugestão. Uma sugestão é algo a que podemos dizer sim, ou não. Ninguém nos obriga a aceitar, e o curioso é que mesmo sem aceitarmos, fazemos sempre uma escolha. Somos sempre nós que escolhemos o caminho. Meu caro amigo, já cumpri a minha missão. Deixo-o entregue ao seu destino - E dito isto o motorista desapareceu como por magia.

Com a respiração ofegante da aflição e o suor a escorrer-lhe pelo rosto, tentou saltar para o banco da frente e tomar o volante nas suas mãos. Mas não teve tempo o carro despenhara-se por um precipício.

O despertador tocou. Abriu os olhos ainda atordoado. Acordou ainda não refeito do susto e com o suor a escorrer-lhe pela testa. Olhou para o lado da cama. As duas garrafas de Gin, permaneciam vazias junto à cama!

Talvez fosse uma sugestão para deixar de beber.

 

Desafio material

 
Este desafio foi-me dado pelo meu amigo Felino:
 
 
a) 5 bens materiais QUE TIVESTE NO PASSADO.
Já não os tens e sentes saudades ou nostalgia por eles.
 1- A  minha bicicleta.
 2 - Alguns pares de sapatos que eu adorava,mas que deixei de os poder usar.
3- Uma caixinha de música que se partiu.
4- O meu Mini que foi para a sucata depois do meu .primeiro acidente .
5- o  meu anel de curso que me tinha sisdo oferecido pela minha vó que já faleceu e me foi roubado.
 
 
b) 5 bens materiais QUE POSSUIS ACTUALMENTE.
Que mais gostas e não vives sem.
1- Casa
2-Carro
3- Computador
4-rádio
5- Livros, livros e mais livros
 
c) 5 bens materiais QUE PENSAS EM ADQUIRIR.
Nos  próximos 5 anos.
(opcional: porque não os adquiriste antes?)
 1- Um carro novo
2-Uma arca congeladora vertical
3-uma máquina de lvara loiça
4-uma tv plasma
5-uma cómoda para o quarto da minha filha.
 
 
d) 5 bens materiais QUE GOSTASTE DE OFERECER.
A cinco pessoas diferentes.
(opcional: porquê?)
1- Uma caixinha de música guarda joias à minha melhor amiga  já há uns anos pelo seu aniversário.
2-Um estojo de pintura pelo Natal à minha irmã L.
3-Um leitor de DVD aos pais pelos seus 40 anos de casados
4-A Triologia de edição especial em DVD do "Senhor dos Anéis" ao meu maridão.
5- Um cavalinho de baloiço à minha filhota linda, que serve para ela esconder o rabo quando lhe quero dar palmadas
 
 
 
e) 5 bens materiais Que SONHAS EM TER.
Mas que sabes não vir a adquirir.
1-Uma vivenda na cidade ( sou assumidamente urbana).
2-um carocha cor-de-rosa ( fantasia de infância)
3 -uma casa de férias no Havai ( estou mesmo a brincar
4 - um infantário meu.
5 -um carro automático com volante daqueles de criança para a minha filha
 
 
 
f) 5 amigos a quem PASSO ESTE DESAFIO
mas têm mesmo de o fazer:
Lua de Sol
Primus
Daplanície
Mulher de trinta
Lucília Cunha
 
 

Vigilia




Hoje há uma vigília no Parque da nações Por Darfur . Apesar de ter estado no Parque das nações não me foi possível, estar presente fisicamente na vígilia , pois não tinha quem me ficasse com a Bárbara. Assim como pediam que se acendesse velas acendo duas: uma real e outra virtual.
 Acendam todos velas nas janelas por Darfur, para que páre!!!!!




Por Darfur

Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007
Dia Global de Acção porDarfur - 16 de Setembro


O conflito que assombra o Sudão desde 2003 é feito de números arrasadores: cerca de 200,00 vidas tiradas, mais de 2,1 milhões de refugiados numa população de seis milhões. Da ONU, veio recentemente um número animador: o envio de 26 mil soldados numa força conjunta da ONU e da União Africana para Darfur. O objectivo é impulsionar o processo de paz e terminar o conflito na região. Uma tarefa difícil, para a qual é necessária a ajuda da comunidade internacional e de toda a sociedade civil.

Não se perca nos números. Faça a diferença. Junte-se à Plataforma pelo Darfur e espalhe a palavra: copie o código que aparece no final deste post e coloque-o no seu site/blog. O logótipo “Protejam o Darfur” fará de si um aliado desta causa.

Não desvie o olhar, proteja o Darfur.

Clique em "Seleccionar tudo" para seleccionar copiar o script
Seleccionar tudo



Por Darfur

Pesadelo

(Aviso este vídeo contém imagens chocantes,mas que têm que ser divulgadas)

No ano passado tive um pesadelo horrível, em que estava em casa com a Bárbara, e tocaram à campainha . Como ela ainda não andava e não gostava de estar sozinha, peguei -a ao colo e fui abrir a porta. Assim que abri a porta, um bando de homens fardados e armados com metralhadoras entrou pela casa a dentro. Supliquei que não nos fizessem mal , supliquei pela inocência da minha filha e tive o pior sentimento que uma mãe pode ter, o sentimento de impotência para defender o ser que mais amo na vida a minha filha.!!!!
Felizmente no meu sonho não nos fizeram mal queriam apenas um esconderijo. Depois acordei com as lágrimas nos olhos. Mas se isto foi só um sonho, há zonas do nosso planeta azul que  são a mais pura das realidades o final não é feliz como no meu sonho. Há milhares de mães impotentes para defender os filhos. Milhares de vítimas inocentes. Milhares de crianças inocentes a morrerem cruelmente e de forma desumana. Darfur é real. É urgente levantar a nossa voz para que pare . Juntemo-nos todos a esta causa.O post seguinte serve para quem quiser se juntar a denunciar esta chacina horrível. se ainda se choca com o Holocausto pense que neste momento em Darfur está a ocorrer um verdadeiro Holocausto. dou os parabéns à equipa dos Sapo por ter Destacado O Blog Por Darfur    e a este blog, pela causa que defende. Escrevo este post de lágrimas a correrem-me pelos olhos abaixo, sempre que recordo o pesadelo, penso e se um dia for real, que levantará a voz para nos defender??? Desligue a música , se estiver a ouvir e veja em silêncio este vídeo,volto a avisar contém imagens chocantes.

Para fazer o vídeo recolhi imagens dos seguintes sites: https://www.darfurcentre.ch/ https://villagevoice.com/blogs/bushbeat/archive/000971.php https://despertarconsciencias.nireblog.com/file/73849 https://porummundomelhor.blog.com/Por+um+mundo+de+justi%C3%A7a+e+liberdade/ https://hrw.org/photos/2005/darfur/drawings/index.htm Quem quiser pode copiar e divulgar o vídeo com estas indicações que eu facilitarei o link da ligação.

Como é que o ser humano chega a este nível de selvajaria?????

Incorrigível

Lisboa, 2 de Janeiro de 2000

 

Querida Maria,

 

Desculpa, eu quis viver a minha vida ignorando que te tinha ao meu lado. Estava demasiado embrenhado no meu mundo para perceber que te podia perder. No meu mundo, tu ias esperar até que um dia eu arranjasse tempo para ti. Mas a verdade é que tudo estava em primeiro lugar, a minha profissão, a minha ambição, os meus sonhos, os meus amigos, as minhas metas, os meus projectos, o meu sucesso. Pensei que o tempo ia parar para ti, e tu ias guardar o teu amor e esperar eternamente por mim.

      Mas o tempo não parou e o meu egoísmo aumentou. Vivia isolado no meu de sucesso. Embriagado com o sucesso, esquecia a euforia da corrida do tempo. Foi quando acordei e tu disseste que ias partir, que o tempo não parava, que o mundo continuava girar e tu não podias continuar parada à espera que um dia eu arranjasse tempo para te amar. Quis suplicar-te que não partisses mas o meu egoísmo impediu-me de arranjar tempo para sequer te suplicar.

     Mas o tempo não parou, e tu partiste em busca do tempo perdido. Pergunto-me se algum dia o conseguirás recuperar. Pergunto-me se irás voltar. Pergunto-me se o tempo me dará uma nova chance para te amar. Eu não percebi que o tempo passou a correr e que eu te deixei cada vez mais sozinha, porque eu tinha sempre que fazer. Eu não percebi que os nossos filhos cresceram e se fizeram homens e mulheres. Eu não percebi que também tu tinhas tanto para fazer e pedias-me sempre para parar, pois tu ainda conseguias arranjar tempo para me amar.

          Eu não sei como fizeste para arranjar tanto tempo. Tu arranjaste tempo para trabalhar, para educar os nossos filhos. Arranjaste tempo para dançar, para conversar e para cuidares de mim. Tu conseguiste viver, amar a vida e eu que te criticava por não ambicionares mais, do que essa vida simples que tinhas, nem sequer soube arranjar tempo para te amar.

  Eu não percebi, que eu não vivi. Corri, sem parar, sem olhar para os lados, como quem faz uma viagem sem ver a paisagem e fica sem nada para contar.

O tempo passou e eu amanheci sozinho. Completamente sozinho. Só hoje percebi que corria de encontro à solidão. Agora percebo a tua forma de viver. Tu sabias amar a vida. Eu nunca soube sequer amar. Desculpa não te ter ajudado a criar os nossos filhos, não te ter amado, não te ter compreendido. Desculpa não te ter deixado ensinares-me a amar a vida. Desculpa se eu fui tão egoísta ao ponto de ignorar que também tinhas direito a sonhar.

          Sei que as lágrimas e o arrependimento em nada vão ajudar, mas não te queria deixar partir sem ao menos te pedir perdão do fundo do coração. Hoje eu arrependo-me do tempo que não passei contigo. Arrependo-me da dança que ficou por dançar, do passeio que ficou por dar, a conversa que ficou por acabar, da viagem que nunca fizemos, da vida que ficou por viver, do amor que eu não te soube dar.

        A verdade é que sempre te invejei porque sabias combater a solidão e eu não.

     Talvez seja tarde de mais para te fazer feliz, espero que não seja tarde de mais para te pedir perdão.

 Desculpa, escrever, mas não consegui arranjar tempo para te visitar.

 Creio ser esta a forma mais rápida de saber se tenho ou não o teu perdão.

 Desculpa....

 

Sempre teu

José                                                                                                                                                                   

Quem é a cozinheira?

Calendário

Dezembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Espreitar no caldeirão.

 

Sopas Servidas

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

subscrever feeds

Blogs de Portugal

Gostos