Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sopa De letras

Vinha á procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Vinha á procura de sopa? Aqui há , mas só de letras! Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora.

Canção da meia-noite.

                                    
               Eu sou onda do mar 
               que, contra as rochas 
               
vai rebentar.
                Eu sou gota de água,
                que, ao rio vai parar.
                Eu sou brisa passageira,
                sou perfume efémero no ar,
                sou ave que se esqueceu de voaar.
                Eu sou a noite ligeira,
                que se esqueceu de acordar.
                Sou o sol que,

                se esqueceu de brilhar, 
                sou labareda de fumo 
               que, se espalha no ar;
               Sono que se esqueceu de sonhar.
               Vida que se esqueceu de viver. 
               Lágrima que não quis cair, 
               fonte que se esqueceu de jorrar. 
               Sou sol, sou nuvem no céu a brincar 
               sou apenas,
               Vento que vai a passar.

  
Fotografia gentilmente cedida por João Palmela

 

 

10 colheradas

Comentar post

Quem é a cozinheira?

Calendário

Novembro 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Espreitar no caldeirão.

 

Blogs de Portugal