Letras atiradas ao acaso saídas de uma Caixinha de Pandora
Sábado, 13 de Outubro de 2007
Beijo melhor do que cozinho!



Quem vê esta imagem o que lê?

Beijo melhor do que cozinho?

 

É exactamente o que diz este íman que tenho na porta do meu frigorífico na cozinha. Comprei-o há uns anos atrás numa loja das galerias subterrâneas Metro quando estreei a casa onde hoje moro. Quando olhei para o íman não resisti a uma risada, pois achei, que estava com sentido de humor. Confesso que ainda hesitei por breves momentos em comprá-lo. Quem ler isto a primeira ideia que vai ter é que cozinho mal, não é lá muito boa publicidade (pensei), mas não é essa a mensagem que eu acho que transmite e desde quando me importo com o que os outros pensam sobre aquilo que eu gosto (pensei de novo).. Acabei por comprá-lo e o íman hoje tem lugar cativo no meu frigorífico. Mas não sei porquê ninguém consegue ler o íman em condições. Já o mudei de posição, já o pus em cima ao lado, ao centro, já o virei de pernas para o ar, pois podia conter uma mensagem subliminar que só seres iluminados conseguiam ler, e para outros lerem podia ser necessário uma posição diferente. Mas a verdade é que todos lêem “Beijo bem e cozinho mal” Mas o que eu acho, é que as pessoas lêem o que não lá está, porque entendem que se alguém gostar mais beijar, do que de cozinhar, é porque não sabe cozinhar. Ora, se pensassem bem, já diziam as nossas avós que um homem se “pesca” pela boca e saber cozinhar é sempre um artefacto útil. Mas não porque saber fazer outras coisas também? Porque achariam normal, num homem dizer que cozinha mal, e anormal numa mulher? Porque é que acham normal, que um homem procure uma mulher que saiba fazer tudo das lides domésticas, e se uma mulher disser que pretende um homem com as mesmas características, as pessoas respondam logo: -Está é à procura de um criado, não de um homem.

   Porque não respondem aos homens: -Está é a procura de uma criada, não de uma mulher?

  Porque carga de água, alguém que beija melhor do que cozinha tem forçosamente que cozinhar mal?

   Estamos no século vinte e um e apesar de muito ter mudado na relação homem/mulher, as mentalidades do nosso país continuam tacanhas. As pessoas continuam a ter visões limitadas. Pois, foram tantas as vezes que leram a frase do íman de forma errada, que me senti obrigada a esclarecer publicamente. Pois eu declaro que:

 - Sim senhora: eu beijo melhor do que cozinho. Só que eu cozinho bem. E como quem me beija concorda, também cozinha e também acha que eu cozinho bem, imaginem só o sabor do meu beijo.

   Acho que é isso que incomoda muita gente, para lerem incorrectamente a frase do íman.  Pois podem saber a qualidade da sua cozinha, mas ainda ninguém lhes elogiou a qualidade e sabor dos beijos.




sinto-me: beijoqueira

Sopa servida Alfa às 02:39
Receita da sopa | Meta a colher | Esta sopa é deliciosa
|

6 comentários:
De Lua de Sol a 13 de Outubro de 2007 às 03:27
Isto é tardíssimo e eu ainda aqui vim... Vês é assim que tenho muito tempo, dormindo pouco:)

Fartei-me de rir... Começas com um ar tão sério e no fim obrigas-me a dar uma grande risada! Ora, eu li bem logo à primeira. sabes o que penso?! Que o maridão tem muita sorte, eheh!

Pois, ela cozinha bem e ainda beija melhor! Uau! Ganda mulher que lhe calhou!!!!

E tens razão...Quanto às criadas e aos criados. Ora, eu penso que um fulano que se preze não quer uma criada, quer uma mulher que lhe adoce o espírito e lhe exalte o corpo... Se for boa nas lides domésticas melhor, mas isso vem por acréscimo... Mas bom mesmo é que pense em partilhá-las (às lides, claro!).

Beijinhos


De Mamã Gansa a 14 de Outubro de 2007 às 12:03
Já me fizeste rir, sim é bom que partilhem as lides e não outra coisa.... Obrigada pelo elogio, mas já te disse que o teu também está muito bem servido!!!Quanto às horas passei a programar as horas dos meus posts , para que não pensassem que sou louca ehe eh, (regra geral faço-os por essa hora salvo excepções)porque só consigo fazer alguma coisa depois da Bárbara dormir. O problema é que no dia seguinte a cabeça já não responde como eu queria. Pois eu depois de a ter fiquei muito em baixo de forma ela não foi propriamente daqueles bebés que nos primeiros dormem e comem, embora ,valha-me isso, me desse sonos de 5 horas seguida, mas depois estava quase sempre acordada, até às tantas, porque ainda hoje luta contra o sono. E se eu não estivesse com ela na maior do tempo chorava, se estivesse com ela estava calma serena e alegre. Costumo dizer que não nasci para dona de casa, sei fazer as coisas e faço-as ,mas acho ingrato. Dessas lides o que realmente gosto é engomar e cozinhar. Mas penso exactamente como tu homem que se preze quer uma companheira a todos os níveis e o resto vem por acréscimo e a partilha deve fazer parte da vida a dois. Mas é verdade que toda a gente lê o íman mal. beijocas.



De daplanicie a 13 de Outubro de 2007 às 09:54
Descobri, entrei, li e gostei. Um óptimo post, com muito humor. Cuidado com essa publicidade às beijocas porque depois podem começar a aparecer candidatos a quererem certificar-se da afirmação (peço desculpa pela brincadeira).
Num tom um pouco mais sério, concordo quando afirma que as mentalidades portuguesas ainda são tacanhas no que se refere à forma como os papéis homem/mulher são encarados. Penso que está na nossa mão, como educadoras da geração futura, fazer com que cada vez mais essa dita mentalidade se vá dissipando.
Cumprimentos


De Alfa a 14 de Outubro de 2007 às 12:12
Obrigada, quantos aos candidatos se lerem bem vêm que chegaram tarde . Era realmente o espírito do post também falar de mentalidades com um pouco de humor, o que ainda me choca é serem as mulheres em grande parte responsáveis por esse tipo de mentalidade . Assim como estatisticamente diria que 99% das mulheres lê "beijo bem, cozinho mal" enquanto 100% dos homens lêem "Beijo melhor do cozinho". Estatística caseira. Obrigada pela visita.


De Ohayo a 3 de Novembro de 2007 às 23:26
Como de um íman curioso, se construiu um post muito interessante, com humor e conteúdo. Interessante é também essa estatística...


De Alfa a 6 de Novembro de 2007 às 00:29
Pois, digamos que me estava entalado e garanto que a estatística caseira é 99,9 % fidedigna.


Comentar post

Quem é a cozinheira?
Procure no Caldeirão
 
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
29
30
31


A sair do Caldeirão

Partiste

Palácio de Estrelas.

Uma Amiga especial

Top 5 de Verão!

Provérbio chinês

Para o ano 2012

Reflexão

desabafo um pouco mal edu...

Uma vida banal

Tesouros Valiosos

Entre a atracção e a razã...

In memoriam a um grande a...

Vai um café com leite par...

Sonhos

O 25 de Abril explicado à...

A arte de Dali que afinal...

Um estranho dia…

A Girafa Constipada

Um novo capítulo

O espelho da vida

As linhas que nunca foram...

Uma carta do passado.

Uma nova estrela no firma...

Fragmentos I - TARDES DE ...

Apenas em doze meses…

Feliz ano novo

Feliz Natal

Infielmente Fiel

Um Domingo diferente.

Chapéu Violeta

Sopas Servidas

Dezembro 2015

Agosto 2013

Julho 2013

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2010

Julho 2010

Abril 2010

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

tags

25 de abril

abandono

amor

anedota

aniversário

aniversário da bárbara

ano novo

aulas

aviso importante

avó

beijos

bem

bens materiais

borracha

carta

celebração

citaçõesguerra dos sexos

colecções

conto

conto ficção fábrica de histórias

conto infantil

conversa

coração dividido

crianças

cruz vermelha

dali pps arte ignorância

desafio

desejos

desemprego

desilusão

dia da mãe

dias normais

domingo

escrever

espelho

esquecer

euro 2004

euro 2008

fábrica de de histórias

fábrica de histórias

faca de dois gumes

falar

faxina

feliz natal

ficção

ficcção

força

futebl

guerra

história

história para crianças

história.

homenagem

homenagem acidentes de viação

humor

inocência

inspira-me

jogo

láis

lendas

liberdade

lmbra

mal

mar

memória

moldura

mulher

olhão

paixão

palavra

parabéns

pescadores

poder

poema

poesia

professora

quadra

refelexões

reflexão

rocha

sátira

saudades

sedução

segredos

sexo

tampax

tempo

traição

vela

velhice

velhice rétrarto

vida

violência

violência doméstica

todas as tags

As sopas mais saborosas

Sabor a azul do Céu...

Para que serve uma relaçã...

Um novo capítulo

Dias normais?

Dia de Faxina

Estarás sempre no meu cor...

Beijo melhor do que cozin...

O Erro do poeta

Coisas de Anjo

A Força da Chama

Meto a colher em
O Meu blog de Mamã
Crónicas de uma Mãe Atrapalhada
É Urgente olhar
logo da campanha Por Darfur
O Rádio da Sopa De Letras




a comer sopa
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds